quarta-feira, 14 de junho de 2017

Cozinha Napolitana


Adorei o episódio de hoje da série Giada na  Itália.

Neta do cineasta Dino de Laurentis, ela preparou, na casa de Positano que pertenceu ao seu avô, receitas típicas de Nápoles que aprendeu com ele.
Primeiro ela fez uma massa incrível utilizando Pomodorini  e que na verdade trata-se de tomates cereja pelados enlatados (o da foto).
A receita tem vários truques e ingredientes inusitados.
Enquanto esquentava água e cozinhava a massa, ela preparou o molho.
Primeiro dourou 3 dentes grandes de alho inteiros em azeite de oliva, depois ela adicionou:
- três latas desse tomate;
- um ramo de  manjericão fresco, 
- meia cenoura inteira descascada ( que segundo ela tem como única função retirar toda acidez dos tomates) 
- e , por fim, pasmem: cascas dos pedaços de parmesão -  as cascas do queijo ralado no dia a dia são congeladas e guardadas no freezer envoltas em filme plástico para serem utilizadas nessa preparação.
Tudo isso cozinha lentamente e quando o molho atinge o ponto desejado ela acerta o sal e "pesca" os dentes de alho, as cascas de queijo, o manjericão e a cenoura. 
Depois, alguns tomates são esmagados enquanto que outros permanecem inteiros para um  delicioso molho "pedaçudo" como eu adoro. Porém, se você prefere um molho lisinho é só bater na própria panela com auxílio de um mixer ou levar ao liquidificador.
Finalmente ela acrescentou duas colheres de sopa de manteiga e finalizou com um fio de azeite extra virgem.
Vocês pensam que os truques pararam por aí? Não. Vem outro detalhe incrível.
Ela escorreu o macarrão e colocou na panela sobre o molho SEM MISTURAR. Depois ralou o queijo por cima da massa e só então mexeu para envolver tudo no molho. Nesse ponto explicou que, com esse simples procedimento, evita-se que o queijo suma no molho. Como assim? Porque o queijo adere à massa e depois o molho envolve tudo - perfeito!


Pizza Branca
Outra delícia que o avô preparava para ela e que achei bastante original.
Ele abria massa de pizza comprada pronta numa superfície enfarinhada, no tamanho do fundo da frigideira que seria utilizada e, nela aquecia azeite para fritar ali os discos de massa.
Sobre a massa frita ele ralava queijo parmesão e cobria de fatias de mortadela.
Eles dobravam a massa ao meio e comiam como se fosse um sanduíche de pizza.
Imagina se isso não fica perfeito acompanhado de vinho ou mesmo uma cervejinha gelada.
Por fim, ela ensinou a preparar um torrada doce de ricota. Algo simples, com cara de casa de avô mesmo.
Ingredientes:
Ricota adoçada com açúcar e temperadas  com gotas de essência de baunilha e canela ( as duas últimas são opcionais)
Ele espalhava essa mistura em fatias de pão ciabatta untadas com azeite e douradas na chapa.
Depois cobria tudo com muuuuito chocolate amargo ralado.





  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar ler seu comentário, além é claro, do prazer enorme de saber que passou por aqui.