quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Decifra-me se fores capaz

Alguns anos atrás,no calorão de fevereiro, a caminho de Visconde de Mauá, sacolejamos no meu jipe por uma estradinha de terra tentando encontrar o hotel fazenda que havíamos reservado.

Como ninguém é de ferro,  paramos para uma cervejinha gelada num boteco bastante pitoresco que àquela altura dos acontecimentos mais parecia uma visão no deserto.

Logo na entrada topamos com uma placa que jamais esquecerei - dado o tempo que levamos para decifrá-la.

Chega de papo, vamos ver quem é capaz de decifrar o código.
Fácil né? Agora queria ver vcs decifrarem se, além dos erros ortográficos, estivesse escrito com a letra do autor da pérola...





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar ler seu comentário, além é claro, do prazer enorme de saber que passou por aqui.