segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Pais que Perseguem os Filhos nas Redes Sociais

Seja em viagens, perambulando pelos shoppings, nas praias,
vagando pelas calçadas, nas mesas de bares e restaurantes podemos observar adultos grudados nos seus celulares, alheios a tudo e a todos.
O que leva essas pessoas a desconectar-se da vida e dos amigos para passar o dia e a noite focados no celular?
A resposta a essa pergunta foi fornecida pelas vítimas: os próprios filhos. Segundo estes, os pais acessam as redes sociais para ataca-los tão logo surjam online.
Alguém poderá argumentar que essa preocupação é plenamente justificável com adolescentes despreparados para este mundo violento. O problema é que, no caso, os filhos são adultos, casados com vida própria e ficam desesperados com essa ciber perseguição.
Após um dia de trabalho eles chegam em casa, tomam um banho, jantam e entram nas redes sociais para ler as notícias do dia, verificar a timeline dos amigos, ou mesmo relaxar num desses joguinhos online. Porém, nem bem digitam a senha, já são abordados pelos pais ansiosos desejando saber se está tudo bem, se comeram se tomaram o remédio, como estão os netos, se a tosse do Junior melhorou e por aí afora.
Na condição de aposentados, vigiam a prole o dia todo, inúmeras vezes,  sem controle e sem noção, impedindo os filhos de falar com os amigos, atualizar fotos ou realizar qualquer atividade na Internet.
Para escapar desse assédio, alguns chegam a evitar as redes sociais fugindo assim das sessões de aconselhamento  e do interrogatório que os aguarda ao final de um dia cansativo.
Como satélites, esses pais sem vida própria giram ao redor da família de forma sistemática, sem noção de limite ou pudor julgando-se no direito de interpelar, questionar e invadir a privacidade dos filhos.
A figura da dona de casa entretida com trabalhos manuais foi substituída pela da mãe "dedicada" que não toma mais um cafezinho com as amigas, não vai ao cinema com o marido, não faz caminhada, não vai à academia, não frequenta um curso de pintura enfim, deixa sua própria vida de lado para viver a dos filhos e netos.
Quer identificar uma pessoa assim? Puxe conversa. Você vai constatar que ela não consegue falar de outro assunto - seu único tema é a família linda e unida pela qual zela dia e noite, as gracinhas dos netos, vai exibir zilhões de fotos das crianças, vai discorrer sobre a carreira brilhante dos filhos (segundo ela própria todos superdotados). 
Depois disso retira-se sem que você tenha proferido uma só palavra porque ela vai ter que voltar às pressas para o celular pois sua nora acabou de entrar online...


FREE VINTAGE KNITTING PATTERNS






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar ler seu comentário, além é claro, do prazer enorme de saber que passou por aqui.