terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Lidando com Expectativas Alheias

É tão ruim ter nossos passos vigiados pela expectativa alheia!
Aquela cobrança silenciosa que chega sorrateira através de um olhar, de um nada cheio de tudo e que tenta nos convencer a fazer o que não queremos. 
É aquele ressentimento disfarçado de “você não gosta de mim o suficiente, caso contrário”... 
Que nos faz sentir mal pela cobrança. 
Que nos constrange por obrigar-nos a expor nossa vida pessoal na tentativa de justificar o que na verdade é um direito nosso.  
Pessoas que não respeitam nosso ritmo com suas exigências e expectativas, acabam invadindo nosso espaço, roubando nosso direito de levar a vida sem culpa. 
Tudo isso torna qualquer convivência desagradável por falta daquela leveza onde tudo flui naturalmente. 
É um tipo de energia que, mesmo não sendo verbalizada, é sentida em cada gesto, em cada silêncio pesado, em cada olhar. 
Aí está o motivo pelo qual gostamos tanto daqueles que nos deixam a vontade para dizer não.
E a lição paradoxal da vida é que quem nos dá espaço e liberdade quase sempre recebe o nosso sim.
Por tudo isso, para esse post, escolhi a imagem da roseira que por trás de lindas flores esconde espinhos traiçoeiros.

rosas by october-afternoons

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar ler seu comentário, além é claro, do prazer enorme de saber que passou por aqui.