domingo, 8 de dezembro de 2013

Peru de Natal que Não fica Ressecado





Receita de Família I – Peru Assado que não fica seco.
Na minha casa ninguém gostava de comer peru no Natal porque ficava seco e sem graça. Um dia, experimentei o que a mãe de uma amiga preparava e gostei tanto que pedi a receita para ela. Desde então só preparo assim.
1 peru inteiro
1 cebola grande picada
4 dentes de alho
Vinho branco seco
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Cheiro verde picado grosseiramente.
1 – Bata esses temperos no liquidificador
2 – Acomode a ave num recipiente grande. Fure-a com auxílio de uma faca em vários locais, para que o esse molho penetre. Em seguida despeje sobre ela todo tempero restante. Cubra o recipiente com uma folha de papel alumínio e leve à geladeira por uma noite, mexendo de vez em quando, para tomar gosto por igual.
Recheie o peru assim: retire a ave dos temperos e cubra-a (por dentro e por fora) com fatias finas de bacon. Preencha toda cavidade primeiro com o bacon e depois com farofa (opcional). Pressione bem. Puxe a pele em torno da cavidade e espete um palito para prende-la bem.
Acomode o peru numa assadeira e regue com o tempero que ficou no recipiente onde ele estava. Cubra a ave com papel alumínio e asse em forno médio pré-aquecido por cerca de 2 horas.
Retire do alumínio e deixe dourar por mais 40 minutos virando e regando com os temperos.
Pulo do gato: a mãe da minha amiga explicou que o que faz a ave ficar saborosa é o bacon e a penetração do molho embaixo da pele evitando assim que a ave fique ressecada.

Obs. minha prima comentou que assistindo a entrevista de um cônsul na TV aprendeu mais um truque para que a carne do peru não fique ressecada.
No programa ele explicou que nos Estados Unidos as famílias costumam comemorar o dia de Ação de Graças e o prato que não pode faltar no almoço das famílias nesse dia é o peru assado.
Vivendo lá por longos anos aprendeu que o peru fica bem macio se for descongelado na água salgada. Mergulha-se a ave congelada inteira numa vasilha grande cheia dessa água  e deixa-se aí até que tenha descongelado completamente. Depois é só temperar conforme instruções acima e levar para assar.
Minha prima testou e deu certo. Já usou essa técnica inclusive para preparar chester e  o resultado é perfeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou adorar ler seu comentário, além é claro, do prazer enorme de saber que passou por aqui.